O livro Quatro vidas de um cachorro foi um dos mais comentados de 2016. e, nos primeiros meses de 2017, já ocupa o terceiro lugar geral nos livros mais vendidos do brasil, segundo ranking do site publishnews.  Esse sucesso trouxe à tona a importância das obras que têm animais em suas histórias, como protagonistas, fiéis escudeiros, falando de sua relação com o homem ou, ainda, quando são personificados.

A presença dos bichos na literatura não é de hoje. Omar Souza, publisher da HarperCollins Brasil, ressalta que eles fazem parte do imaginário das pessoas – e, consequentemente, dos escritores – há milênios. “Já estavam registrados nas inscrições rupestres, que era a ‘literatura’ da pré-história.” Desde então, eles estão presentes em várias histórias importantes do universo literário. “Nem sempre os animais são os mocinhos da história, mas nem por isso deixam de ter destaque”, observa Omar Souza. Ele cita entre as obras, Fábulas de Esopo (620—560 a.C), que apresentou diversos animais, como a cigarra, a raposa, a lebre, entre outros; Dom Quixote (1605) e o cavalo Rocinante, “que podia não ser protagonista, mas para o qual Cervantes reservou um papel de destaque nas aventuras”; e Moby Dick, de Herman Melville, obra na qual a grandeza da batalha coloca Ismael e a baleia como antagonistas diretos.

 
EMPATIA

O publisher destaca também o papel importante para a literatura do livro A revolução dos bichos (1945). Para Souza, o autor George Orwell, assim como fez Esopo, se valeu dessa empatia histórica que os homens nutrem pelos animais para fazer uma crítica severa às contradições da revolução russa. “Neste caso, porém, os animais não vão despertar no leitor o mesmo sentimento que bichos de estimação, como o cão Marley, de Marley & eu. É uma proposta bem diferente.”

PETS E SEUS DONOS

Mais recentemente, os bichos também viraram protagonistas de histórias que mostram sua relação com seus donos. É o caso de Marley & eu (2005) e de Quatro vidas de um cachorro (2012), que tem feito muito sucesso desde o ano passado, quando começou a se falar de sua adaptação aos cinemas. Para Omar Souza, a causa dessa boa aceitação está no fato de que livros como esses conseguem contar uma história que todo dono de animal de estimação, em certo sentido, vive, viveu ou gostaria de viver com seu pet. “É uma maneira de celebrar essa convivência, essa cumplicidade entre os seres humanos e seus companheiros do mundo animal, principalmente o cão – não é à toa que ele é chamado ‘o melhor amigo do homem’. As pessoas se identificam porque, em maior ou menor grau, também são protagonistas de uma narrativa semelhante e igualmente emocionante.”

Conheça abaixo alguns livros e filmes que separamos para vocês (é só clicar no livro para abrir a página do link):

“Um dos romances mais importantes do século, As aventuras de Pi é uma narrativa singular de Yann Martel que se tornou um grande best-seller. O livro narra a trajetória do jovem Pi Patel, um garoto cuja vida é revirada quando seu pai, dono de um zoológico na Índia, decide embarcar em um navio rumo ao Canadá. Durante a viagem, um trágico naufrágio deixa o menino à deriva em um bote, na companhia insólita de um tigre-de-bengala, um orangotango, uma zebra e uma hiena. A luta de Pi pela sobrevivência ao lado de animais perigosos e sobre um imenso oceano é de uma força poucas vezes vista na literatura mundial.”

 

“Labradores são considerados calmos, comportados e fiéis ¿ e então surge Marley, tema desta encantadora homenagem a um labrador que fugiu do padrão. A crônica de Grogan sobre o hiperativo e cativante cachorro é escrita com muito humor.” ¿ Publishers Weekly Quem convive com cachorros sabe: mesmo o mais bagunceiro e desobediente deles ainda derrete o coração dos donos todos os dias com sua dedicação e amor incondicionais. Mas Marley é dose para leão! John e Jenny não sabiam no que estavam se metendo quando decidiram adotar aquele lindo filhotinho de labrador… Um cão sem igual, Marley conquistou leitores do mundo inteiro e se tornou protagonista do sucesso cinematográfico de 2008 baseado no livro, estrelado por Jennifer Aniston e Owen Wilson. Se você ainda não leu Marley & Eu, não sabe o que está perdendo. Se já leu, sabe que vale uma segunda, terceira, quarta vez…

Um cachorro morre e reencarna várias vezes na Terra. Embora encontre novas pessoas e viva muitas aventuras, ele mantém sempre o sonho de reencontrar o seu primeiro dono, Ethan, seu maior amigo e o grande amor de sua vida. Extras: Cenas Excluídas; Outtakes; Lights, Camera, Woof!; A Writer´S Purpose. Formato de tela: Widescreen 2.40:1 anamórfico Áudio: DTS-HD MA 5.1 inglês, português, espanhol Classificação etária: 10 anos

E aí, gostou? Se já assistiu ou viu algum deles, comente com a sua opinião. 😉